Hipertensão: qual a pressão arterial recomendada?

Tempo de leitura: 2 minutos(Atualizado em: 26 de novembro de 2018)

Mais pesquisas são necessárias para determinar o valor ideal com exatidão, mas a partir das evidências atuais disponíveis, o Journal of the American Medical Association (JAMA) publicou um artigo com metas para o tratamento de hipertensão. As sugestões variam por idade e grupo de risco. O texto é assinado pelo médico e reitor do campus de medicina da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, Aram V. Chobanian. Veja abaixo:

 

Menos de 50 anos

Com base em dados epidemiológicos, a meta recomendada é inferior a 120/80 mmHg. Entre pacientes com doenças cardiovasculares (DCV), diabetes tipo 2 ou doenças renais crônicas, <130 mmHg seria apropriado, de acordo com o autor. Para a maioria dos jovens com hipertensão em estágio 1, mudanças no estilo de vida devem ser indicadas antes de tratamentos com medicação.

 

De 50 a 74 anos

Para a maior parte dos pacientes nesta faixa etária, inclusive os que apresentam DCV, é sugerida uma meta de longo prazo inferior a 130 mmHg. Em pessoas com diabetes tipo 2, <140 mmHg.

Porém, mesmo que o objetivo seja <130 mmHg, é prudente indicar <140 mmHg como meta inicial. Avance para o valor mais baixo se o tratamento for bem tolerado pelo paciente.

 

75 anos ou mais

Pesquisas indicam que níveis mais baixos de pressão arterial beneficiam o hipertenso, mas o valor exato ainda é incerto. Por isso, para o autor, <140 mmHg é uma meta razoável nesta faixa etária.

O valor deve ser alcançado com titulação cautelosa de medicação, sempre monitorando casos de hipotensão ortostática e mudanças cognitivas e nas funções renais. Apenas pacientes com boa tolerância ao tratamento devem prosseguir para uma meta inferior, de <130 mmHg.

 

Em todas as idades

A meta principal, destaca o autor, deve ser evitar a hipertensão. Para pré-hipertensos, particularmente entre os níveis 130-139/85-89 mmHg, o médico deve incentivar que o paciente adote estilos de vida saudáveis.

Em todas as pessoas já hipertensas, para reduzir o risco de complicações cardiovasculares, o uso de estatinas e esforços para cessar o tabagismo devem ser considerados.

Posts relacionados
Vacinação do profissional
Vacinação do profissional

A imunização é a medida mais eficaz na prevenção de doenças, além de ser um excelente meio de minimizar a Leia mais

Entenda o que é a inflamação atípica da tireoide, induzida pela covid-19
Entenda o que é a inflamação atípica da tireoide, induzida pela covid-19

A doença causada pelo vírus SARS-CoV-2 é multissistêmica, podendo atingir diversos órgãos, causando consequências, inclusive, a longo prazo. Uma das Leia mais

Equipe Conexão

Equipe Conexão

A equipe do Conexão é formada pelos colaboradores do Marketing da Seguros Unimed em cooperação junto com a área de Comunicação e os parceiros Finanças Femininas e GPES(Centro de Especialidades em Comunicação e Marketing em Saúde).

Related Posts

Next Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais lidas

Só mais um minutinho

Selecione seus temas preferidos:






 

Receba as novidades diretamente em seu e-mail